Steve Ditko – o criador desconhecido do Homem Aranha.

Steve Ditko

Steve Ditko, foi junto com Stan Lee, o criador do Homem-aranha e de vários outros personagens.

Steve Ditko (Johnstown, Pensilvânia, 2 de novembro de 1927), seu pai era um grande fã de quadrinhos que eram publicados nos jornais, era admirador das histórias do Batman e do Spirit.

Vamos aproveitar o lançamento do filme e contar um pouco da história do cara que pode ser chamado de pai anônimo do homem-aranha.

Em 1945 se alistou no exército, trabalhando na Alemanha pós guerra, criando quadrinhos para o Jornal do exército.

Em 1950 mudou-se para New York, pois ficou sabendo que seu ídolo Jerry Robinson, lesionava na Escola de desenhos animados e quadrinhos que mais tarde mudou de nome para Escola de Artes Visuais, era um estudante brilhante que trabalhava com outros escritores e também criava suas próprias histórias.

Foi nessa época que Stan Lee foi visitar a escola e viu o trabalho de Ditko, na época Stan Lee era diretor da Atlas Comics, atual Marvel.

Atlas Comics
Atlas Comics Logo

Começou a desenhar quadrinhos profissionalmente em 1953 junto com o escritor Bruce Hamilton, criando a história “Stretching Things”, uma ficção científica publicada pela Stanmor Publications.

Os criadores do Capitão América Joe Simon e Jack Kirby pouco tempo depois deram um emprego para para Steve no seu estúdio, onde ele ficou como aprendiz de Mort Meskin, nessa época seu principal trabalho foi um livro de seis páginas chamado “A Hole in His Head”.

Logo após Ditko começou a trabalhar para a editora Charlton Comics, ele trabalhou para a companhia até sua falência em 1986.

Charlton Comics Logo
Charlton Comics Logo

Em 1955 ele começa a trabalhar na Atlas Comics com Stan Lee, sua primeira história para a precursora da Marvel foi “There’ll Be Some Changes Made”, logo depois virou colaborador de vários títulos para títulos, como Amazing Adventures, Strange Worlds, Tales of Suspense e Tales to Astonish, essas histórias tinham diversos desenhistas, mas o fechamento era uma história escrita por Stan Lee e desenhada por Steve.

Nasce o Homem Aranha

“Uma das primeiras coisas que eu fiz foi trabalhar em um uniforme”, esse foi o processo após Lee aparecer com a ideia do personagem.

Homem Aranha
Nasce o Homem Aranha

“Antes de qualquer coisa, eu precisava saber como ele se parecia. Um cara que escalava paredes não podia usar botas ou sapatos pesados – e tive que considerar um disparador de teias no pulso ao invés de uma arma, com coldre e tudo. Eu não tinha certeza que Stan gostaria da ideia de cobrir a face do personagem, mas eu tinha que fazer isso, porque era obviamente um moleque. E isso também dava um pouco de mistério”

O Publisher não aprovou de primeira o personagem, alegando que ninguém gosta de aranhas, mas Stan Lee consegui convence-lo do contrário.

Em 1962 o Homem aranha é publicado pela primeira vez, lembrando que a capa da HQ foi desenhado por Jack Kirby, mas toda a história foi desenhado por Ditko.

Diferente da história que conhecemos as primeiras cinco páginas se passavam em uma casa, onde um garoto encontra um anel e se transforma em Homem-Aranha.

Em uma entrevista Ditko fala, que Stan Lee veio com a ideia, mas ele quem criou o uniforme, a teia no pulso e o sensor aranha, ficando assim com o Homem aranha como seu único trabalho.

A parceria entre Lee e Ditko rendeu também os vilões icônicos do aranha como o Doutor Octopus, Homem-areia, o Lagarto, Electro e o Duende Verde.

Steve Ditko exigiu que a Marvel colocasse seu nome nos créditos, Stan Lee aceitou e na edição 25 os dois eram creditados como criadores da história.

Ditko desenhou ao longo de sua carreira outros personagens como Hulk, Homem de Ferro, mas o Doutor Estranho foi igualmente aclamado igual ao homem aranha pelos fãs.

Steve Dikto Doutor Estranho
Doutor Estranho primeira aparição

Charlton e DC Comics

Em 1968 Ditko saiu da Marvel, foi para DC onde ficou pouco tempo, mas desenhou histórias escritas por Archie Goodwin, usando uma técnica de lavagem de tinta.

Ditko co-criou junto com Don Segall o personagem Creeper, o executivo da DC na época disse que as histórias criadas por Ditko eram “diferentes de qualquer outra coisa publicada pela DC na época”.

steve ditko creeper
Creeper personagem de Ditko de mais sucesso para a DC

Em 1970 ele estava trabalhando exclusivamente para Charlton, uma pequena editora que como já foi dito infelizmente faliu em 1986.

Desenhou as histórias do Besouro Azul, Questão e Capitão Atomo (personagem que havia co-criado antes de entrar para a Marvel), também desenhou junto ao seu amigo Archie Goodwin o super herói The Destructor.

Steve Dikto Besouro Azul
Besouro Azul

Ele volta para a DC em 1975 para voltar a desenhar Creeper, mas também desenhou Shade, The Changing Man, e histórias de bruxaria como Stalker, trabalhou também nas edições da Legião dos Super Heróis, algo que não foi muito bem aceito pelos fãs da série e em 1980 trabalha com quatro personagens da série Who’s Who in DC Universe e em uma história do Superman.

Como freelancer voltou a Marvel em histórias esporádicas, desenhou Godzilla e o Capitão Universo, mas as histórias mais longas dessa passagem pela Marvel foram com o SpeedBall, com dez publicações, em 1992 volta a criar para a Marvel a heroína Squirrel Girl.

Em 1998 ele se aposenta dos quadrinhos principais, criando mais uma história do homem de ferro, e uma história de cinco páginas dos Novos Deuses para a DC Comics, mas continua criando personagens para títulos secundários como o Sub Mariner e a franquia recém licenciada pela Marvel na época dos Power Rangers, que nunca foram carro-chefe da empresa.

Com a sua pausa seus trabalhos voltaram a ser publicados pelo seu amigo Robin Snyder, as publicações eram os livros originais de Ditko e algumas reimpressões.

A partir de 2008 Ditko e Snyder, continuam lançando livros, criando personagens com histórias breves e também relançando algumas edições clássicas.

A DC homenageou Steve Ditko lançando um livro com suas histórias antigas que nunca tinham sido publicadas, a Marvel fez a mesma coisa publicando uma história inédita de 1980 que Steve Ditko escreveu para o Hulk e o Tocha-Humana.

Hoje com 89 anos, continua trabalhando em seu estúdio em Midtown West – Manhattan, o fato é que nunca gostou de dar entrevistas, nem falar sobre sua relação com Stan Lee, não parece em Comic-Cons, porque fala que quando ele faz um trabalho não esta mostrnado sua personalidade e sim sua arte, o que eu sou não conta, ele mesmo fala que produz um produto, a arte de uma história em quadrinhos , Steve Ditko é apenas uma marca.

design-relax-foto

Escrito por: Rafael de Rezende Basso

Designer gráfico e web, atualmente trabalha em um e-commerce, formado pela Metodista em Mídias Digitais e pela Panamericana em Design gráfico, amante de uma boa cerveja com os amigos e SPFC de coração.

Portfólio: http://www.rrbdesign.com.br

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *